porto

Degradação da habitação é dos aspetos mais negativos apontados pelos idosos

23 | 04 | 2015   12.19H

Um estudo hoje apresentado concluiu que os idosos do Porto sentem-se "relativamente bem e satisfeitos" com a cidade, embora a maior parte dos aspetos elencados fossem "os menos positivos", nomeadamente em relação à habitação.

"A questão da habitação para eles é dramática. Estamos a falar da maior parte dos idosos da cidade do Porto que habitam em zonas já muito degradadas, não só as suas próprias casas, mas também à sua volta e isto, no dia-a-dia, limita em muito a participação social destas pessoas mais velhas", disse à Lusa Paula Portugal, a coordenadora do estudo.

A investigação "Porto: Cidade Amiga das Pessoas Idosas", inserida numa investigação global de 35 países, envolveu no Porto 147 pessoas (78 idosos, 50 prestadores e 10 cuidadores), distribuídos por 15 grupos de discussão com idosos, oito grupos de discussão de prestadores e três grupos de discussão com cuidadores.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE