PUBLICIDADE
Caso Maddie

Ex-inspetor da PJ Gonçalo Amaral condenado a pagar 500 mil euros ao casal McCann

28 | 04 | 2015   15.22H

O ex-inspetor da Polícia Judiciária (PJ) Gonçalo Amaral foi condenado a pagar 500 mil euros aos pais de Madeleine McCann, por danos causados com a publicação do livro intitulado "Maddie: A Verdade da Mentira", disse hoje à agência Lusa a advogada do casal britânico.

O tribunal cível condenou Gonçalo Amaral "a pagar a cada um dos primeiros [Kate McCann e Gearald McCann] o montante indemnizatório de 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil euros) acrescido de juros de mora, à taxa legal de juros civis, desde 05 de janeiro de 2010, até integral pagamento".

Os juros de mora, segundo a advogada do casal McCann, situam-se neste momento nos 106 mil euros. Além deste pagamento, o tribunal decretou ainda a proibição da venda e de novas edições do livro, proibindo ainda novas edições do DVD, assim como a venda dos direitos de autor do livro e do DVD.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • O rapaz não é flor que se cheire. Mas a Justiça não tem que se curvar assim perante os ingleses. Será que há muitos valores destes a serem atribuídos por morte de pessoas? Haja um pouco de vergonha e tenham coluna vertebral que é o que faz falta para sermos independentes. Como português envergonho-me.
    Portugal Independete | 28.04.2015 | 16.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE