Estudo

Há mais incêndios em Portugal do que nos outros países da Europa

05 | 05 | 2015   11.38H

Portugal registou mais de um terço dos incêndios nos países da bacia do Mediterrâneo, cerca de 10 mil em 19 mil contabilizados entre 2000 e 2013, segundo um estudo divulgado hoje pela Universidade de Vila Real.

Mário Gonzalez Pereira e Mallik Amraoui, investigadores do Centro de Investigação e de Tecnologias Ambientais e Biológicas (CITAB), da academia transmontana, colaboraram na realização de um estudo que incidiu sobre países do Mediterrâneo.

Para além de Portugal, foram analisados dados de Espanha, Itália, Grécia e França, que permitiram aos especialistas conhecer as dinâmicas dos fogos, a recorrência e qual o tipo de vegetação que mais arde.

O trabalho revelou que Portugal contabilizou “mais de um terço do número total de incêndios da Europa e um pouco menos de um terço do total de área ardida”.

Segundo dados da União Europeia, no período entre 2000 e 2013, verificaram-se quase 19 mil fogos florestais nos países da Bacia do Mediterrâneo (Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia), sendo que mais de 10 mil (53,4%) ocorreram em Portugal continental.

Em termos de área ardida, contabilizaram-se quase 3,5 milhões de hectares ardidos, dos quais 1,3 milhões (37,7%) foram em território continental.

“É um valor muito elevado que ainda é mais exacerbado se tivermos em conta a relativa pequena dimensão do país face aos outros países com que estamos aqui a comparar, nomeadamente com Espanha,” afirmou, em comunicado, o investigador Mário Gonzalez.

Tendo em conta a dimensão de Portugal continental, este valor corresponde a 14,7% do território nacional.

Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE