Entrevista

Cuca Roseta apresentou 'Riû' ao Destak

19 | 05 | 2015   11.17H

Chama-se 'Riû' e é o terceiro disco da cantora e compositora, que esteve à conversa com o Destak sobre as novas influências musicais, conduzidas pela batuta do produtor brasileiro Nelson Motta. Bryan Adams, Djavan, Jorge Palma, Sara Tavares, Júlio Resende, Mário Pacheco, João Gil, Jorge Drexler, Ivan Lins e Nelson Motta são os convidados de luxo do novo disco, que chega esta semana.

Filipa Estrela | festrela@destak.pt

Novo disco, novas influências? Novo disco novas influências, as influências de seguir o meu coração à procura de cruzar o meu fado com os compositores que mais admiro, que marcaram a minha vida musical e que fazem deste um fado mais virado para o mundo. Desde o Canadá a Uruguai, Espanha, Itália, África ou Brasil, Riû cruza todas essas artes no sentimento e na intensidade do fado, uma viagem de cores e sabores... De alegria e positividade.

Tentou mesmo assim manter uma impressão digital muito sua. É muito importante manter a nossa raíz, seguir o nosso instinto, manter uma linha condutora que é apenas não deixar de ser eu. Ir ao encontro dessa verdade que tanto procuro e que só no fado se transforma em arte e emoção.

Novas influências, marcam também o nome do disco. Seguindo o facto de dizerem que o meu fado era mais fresco e mais positivo resolvi fazer um disco que mostra como o fado se pode manter intenso e apaixonante sem deixar de ser fado. Foi aí que surgiu Riû. Um disco que tem como base das letras e da mensagem a alegria, a positividade, a esperança, saber ver a vida e o sentimento pelo lado positivo. Riû significa rir e rio. De água que corre, que une e que separa as culturas, que mantém este elemento da natureza sempre presente em todos os discos. Porquê? Porque a natureza e o fado são onde encontro a pureza para o meu equilíbrio e a minha paz interior.

Este é o terceiro disco. Qual foi o mais desafiante? Todos foram, por razões diferentes. O primeiro porque só tive três dias para o gravar. O segundo porque fui eu que fiz todos os arranjos. O terceiro porque foi difícil encontrar o ponto de equilíbrio entre o fado e outras influências.

Porquê este produtor e qual a sua influência? Porque é único no mundo, porque traz do samba e da bossa a beleza e a positividade como se interpreta a melancolia e a tristeza. O que queria para este fado fresco.

Rodeou-se de muitos artistas e letristas, como Bryan Adams e Djavan. Bryan Adams foi uma oportunidade única na vida. Foi um presente de Deus ter-me cruzado com alguém que fez parte da minha adolescência e que me marcou muito. E esta música é magnífica, assim como trabalhar com ele, tanto para a capa do disco como para o tema. Djavan foi um encontro familiar, que estava para lá de alguma vez imaginar. Gravámos juntos em sua casa no Rio de Janeiro, e tivemos uma tarde maravilhosa, todos super felizes. Ouvir alguém que admiro tanto cruzar a sua voz com a minha é algo inexplicável. E a letra dessa música é sem dúvida a pérola do meu disco! Nelson Motta no seu lado mais genial.

Além destas, quais destacaria? Ivan Lins, um artista incrível, uma pessoa melhor ainda. Jorge Palma, uma parceria de sonho, assim como Sara Tavares, artistas que eu admiro desde pequenina e que agora vejo cruzarem as suas artes com a minha música.

Há duas músicas suas. Pôs muito de si nelas? Não queria deixar de fazer uma música mais alegre outra mais contemplativa. Foram as histórias que quis contar. Quase todas as letras do disco são minhas, tirando as quatro excepcionais de Nelson Motta,Luís de Camões e duas de José Goncalez.

------

ALINHAMENTO 'RIÛ'
1. RIU - Letra: Cuca Roseta / Música: Jorge Palma
2. TUDO POR TUDO - Letra: Fernando Farinha / Música: Casimiro Ramos
3. QUEM SOU - Letra: Cuca Roseta / Música: Bryan Adams, Billy Steinberg
4. AMOR LADRÃO - Letra e Música: Cuca Roseta
5. CARNAVAL - Letra: Nelson Motta / Música: Jorge Drexler
6. PRIMAVERA EM LISBOA - Letra: Nelson Motta / Música: Ivan Lins
7. LISBOA DE AGORA - Letra: Cuca Roseta / Música: Mario Pacheco
8. O AMOR NÃO É SOMENTE O AMOR - Letra: Nelson Motta; Djavan / Música: Djavan
9. VERDES SÃO OS CAMPOS - Letra: Luís Vaz de Camões / Música: Zeca Afonso
10. CANTO DO CORAÇÃO - Letra: José Goncalez / Música: João Gil
11. SER E CÔR - Letra: Cuca Roseta / Música: Sara Tavares
12. TANTO - Letra e Música: Cuca Roseta
13. E LA CHIAMANO ESTATE - Letra: Franco Califano / Música: Bruno Martino
14. RUA DA ORAÇÃO - Letra: Cuca Roseta / Música: Júlio Resende

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Cuca Roseta apresentou 'Riû' ao Destak | © DR
«Riû é uma viagem de cores e sabores»

1 comentário

  • O teu canto é uma treta.
    Não gosto | 01.06.2015 | 23.25Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE