Coimbra

Centro de recuperação devolve nove aves à natureza

30 | 07 | 2015   15.02H

O Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS) vai devolver nove aves selvagens à natureza na sexta-feira, em três locais do concelho Coimbra, e espera libertar mais 30 animais em agosto.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Na sexta-feira, entre as 17:00 e as 21:00, vão ser devolvidos à natureza cinco milhafres pretos, na Mata Nacional do Choupal, dois mochos-galegos, junto à Escola Superior Agrária, e duas corujas-das-torres, nos Vales da Pedrulha, que estiveram em recuperação no CERVAS, localizado em Gouveia, informou à agência Lusa o coordenador do centro, Ricardo Brandão.

Segundo Ricardo Brandão, os animais tiveram um tempo de recuperação de dez dias a três meses, sendo que a maioria das aves foram encontradas enquanto crias, caídas dos ninhos, quando estavam a fazer os seus primeiros voos, com exceção de um mocho que ficou ferido após colidir com uma janela.

Foram escolhidos locais de libertação "o mais seguros possíveis" e próximos das zonas onde as aves foram resgatadas, que, de acordo com Ricardo Brandão, "é o ideal", acrescentando que, no caso dos milhafres pretos, a mata do Choupal tem uma grande população desta espécie de aves de rapina, sendo devolvidos agora por se aproximar a altura de migração para África, que acontece em grupo.

Caso alguém encontre um animal selvagem "em apuros", deve "contactar o SEPNA [Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente] ou entregar no polo de receção de animais selvagens mais próximo", que em Coimbra, se situa no Choupal, recordou.

De momento, o CERVAS tem 120 animais em recuperação.

Em agosto, vão ser libertados "pelo menos mais 30 animais", no distrito de Coimbra, na zona sul do distrito de Aveiro e na zona norte do distrito de Leiria, informou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE