Projeto MiMa

Ensino da Matemática pouco convencional conquista alunos

07 | 09 | 2015   12.10H

Docentes que usaram as formas alternativas para ensinar matemática do projeto MiMa confirmam melhor aprendizagem.

Carla Marina Mendes | cmendes@destak.pt

Não é a disciplina com melhores resultados académicos. Ou tão pouco a preferida pela maioria dos alunos. Mas porque a matemática não tem que ser um bicho de sete cabeças, o projeto europeu MiMa - Mathematics in the Making mostrou que há formas não convencionais de chegar aos mais pequenos. E com sucesso.

O balanço da iniciativa, que decorreu em 12 escolas nacionais, revela uma melhoria generalizada na compreensão de conteúdos matemáticos, reconhecida pela maioria dos docentes envolvidos.

Usar dados para e explorar o conceito de probabilidade ou criar um relógio de sol para aprender as medidas de tempo e comprimento foram algumas das ferramentas usadas pelos mais de 500 alunos portugueses do 1º ciclo, com idades compreendidas entre os 8 e os 10 anos, que participaram na iniciativa.

Uma parceria da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade Nova de Lisboa com instituições de Itália, Alemanha, Hungria e Reino Unido e que nasce da ideia de que «a matemática deve ser ensinada com a mão na massa», explica ao Destak Nelson Chibeles, um dos responsáveis pela iniciativa. «Depois passa-se para a abstração e, desta forma, as crianças conseguem aprender melhor os conceitos.»

E os resultados confirmam a teoria. «A maioria dos professores diz que a atenção dos alunos melhorou, assim como a sua capacidade de aprendizagem», confirma o especialista.

O projeto termina em novembro, mas não se pretende que isto signifique o fim. «Os materiais criados estão disponíveis online e o nosso desejo é que este projeto possa ser alargado a outros anos de ensino.» Quanto aos resultados, estarão patentes numa exposição na Biblioteca da FCT a partir de sábado.

Foto: Sérgio Lemos - CM
Ensino da Matemática pouco convencional conquista alunos | © Sérgio Lemos - CM
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE