PUBLICIDADE
Globo

Quarteto fantástico apresenta novela brasileira 'Sete Vidas'

09 | 09 | 2015   16.44H

Regina Duarte, Débora Bloch, Júlia Drummond e Jayme Matarazzo estão em Lisboa para o lançamento da novela 'Sete Vidas'.

Vera Valadas Ferreira | vferreira@destak.pt

«Já fiz 36 novelas e raramente vi tanta unanimidade como esta teve no Brasil. Talvez só o Roque Santeiro...». A veterana Regina Duarte sintetizava assim o poder cativante da história com estreia no dia 14, às 20h00, no canal Globo, um exclusivo NOS.

Em traços gerais, Sete Vidas conta a aventura de Miguel, um cinquentão com dificuldade em criar laços, e dos seus filhos gerados por doação de sémen e inseminação artificial. Estas sete vidas geradas pelo doador 251, e das suas famílias de criação, vão entrecruzar-se em mil dramas num elenco liderado por Débora Bloch, Isabelle Drummond e Jayme Matarazzo que, com Regina Duarte, estão em Lisboa para falar da novela.

Lícia Manzo assina a trama «muito contemporânea, interessante, inteligente, forte». «Tem todos os ingrendientes do melodrama: um amor de irmãos ao jeito de Os Maias, o herói e a heroína, um amor impossível», frisa Bloch. «Todos os personagens estão o tempo todo em conflito com os seus dilemas. Aqui não há vilões, os vilões são os demónios internos das personagens», garante.

Que o diga Jayme Matarazzo, aqui Pedro, «o típico mocinho que vai sofrer do princípio ao fim, num conflito muito interessantem, um percurso com muitas curvas». Por ser «uma novela mais curta, os episódios são muito dinâmicos e falam de temas polémicos mas sem bandeiras, mostrando os vários lados de uma questão». Isabell Drummond concorda. Nesta «novela ágil» dá vida a Júlia, cuja vida «está bem resolvida mas que é a prova de como os encontros podem mudar a vida da gente».

Sete Vidas é «linda, linda», promete o quarteto de atores brasileiros. E o Destak está em condições de garantir que assim é, visionada a sinopse desta história parcialmente gravada na Patagónia argentina. Sob a direção de Jayme Monjardim, foram quase 30 dias de gravações numa equipa de 80 pessoas vivendo num barco. As imagens fizeram chorar Regina Duarte pois que «bateu uma saudade». Logo no início da apresentação Ricardo Pereira, responsável pela Globo em Portugal bem que avisara que «há muito tempo não via atores gostarem tanto de fazer uma novela».

Saiba mais sobre:
Foto: João Ferrão
Quarteto fantástico apresenta novela brasileira 'Sete Vidas' | © João Ferrão

2 comentários

  • A novela é excelente. Um trabalho de qualidade e reflexão como poucos. Trilha sonora deliciosa.
    Lu. | 13.09.2015 | 03.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Mais uma telenovela para desenvolver a estupidez dos portugueses. LOL
    Francisco | 10.09.2015 | 00.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE