PUBLICIDADE
Instalação

‘Antígona’ no Cinema São Jorge

21 | 09 | 2015   10.03H

A instalação Antígona recupera a narrativa trágica da obra homónima de Sófocles, e obriga o visitante a tomar uma posição. A não perder a partir de dia 23, às 21h00, no São Jorge, no âmbito do Queer Lisboa.

Destak | destak@destak.pt

A instalação Antígona, do colectivo SillySeason, recupera a narrativa trágica da obra homónima de Sófocles (442 a.C.), onde Antígona dá sepultura ao seu irmão Polinices, contrariando as ordens expressas pelo rei Creonte, que, ao sabê-lo, ordena que aquela seja enterrada viva. 

É, então, travado um duelo: Antígona versus Creonte, lei divina versus lei estatal, convicção humana versus imparcialidade do dever. O diálogo entre estas duas posições antagónicas – materializadas em duas versões fílmicas da mesma obra – revela-se impossível, já que, juntas, se anulam. Assim, mediante a personificação da figura de Polinices – que, embora morto, é o responsável pelo despoletar do conflito narrativo –, o colectivo SillySeason – que aguarda que lhe dêem sepultura ou que o deixem ao abandono – propõe ao espectador, cuja liberdade para entrar e sair do espaço expositivo é total, uma tomada de posição: a de Antígona, a de Creonte ou uma outra qualquer. 

Tal proposta é feita através de um trabalho de apropriação de pinturas icónicas – retratos que ensaiam a morte humana, nomeadamente a de indivíduos que abdicaram das suas vidas em prol de ideais políticos, religiosos ou artísticos –, onde se encenam e se deformam as ideias de espera e de morte, como se de um acto de resistência se tratasse.

SillySeason é uma estrutura associada do DNA (District of New Art), sedeada em Lisboa, tendo vindo a desenvolver, desde 2012, produções artísticas nas áreas do teatro, da performance e do vídeo. 

Saiba mais sobre:
Foto: DR
‘Antígona’ no Cinema São Jorge | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE