PUBLICIDADE
El País

Enrique e Julio Iglesias estão a ser investigados por fuga aos impostos

19 | 10 | 2015   18.25H

Cantores espanhóis estão a ser investigados pela administração fiscal do Panamá, com a suspeita de sonegação de impostos.

Destak | destak@destak.pt

A informação é avançada pelo Jornal El País. Alejandro Sanz, Julio Iglesias e o filho, Enrique Iglesias estão a ser investigados pelas autoridades do Panamá, por supostos ganhos ilícitos para os artistas e as empresas que os contrataram, em concertos realizados no país, entre 2011 e 2014.

O cantor Raphael e as bandas Oreja de Van Gogh e Jarabe de Palo, populares em Espanha, também foram nomeados no inquérito.

Documentos obtidos pela publicação indicam que as autoridades têm «suspeitas» e «motivos» para acreditar que os cantores terão declarado ao fisco contratos falsos, com valores inferiores aos que realmente receberam pelos concertos.

O jornal avança até que Enrique Iglesias, por exemplo, teria declarado um cachê de 90 mil dólares pelo concerto que deu no Centro de Convenções da Cidade do Panamá, em Agosto de 2014, mais um valor adicional de 50 mil dólares pelas passagens de avião e outras despesas. 

Segundo o El País, o músico normalmente recebe 500 mil dólares por concerto. Como tal, 
o Ministério das Finanças do Panamá teria pedido a Espanha ajuda para examinar os rendimentos dos investigados. A Agência Tributária espanhola confirmou a informação.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Enrique e Julio Iglesias estão a ser investigados por fuga aos impostos | © DR

1 comentário

  • Este júlio gozou bem a vida nos anos 70v80,mesmo que ele não quisesse as mulheres não o largavam, contrário dos outros homens se quisessem comer umas mulheres tinham que percorrer 2000 km.
    Alex | 19.10.2015 | 23.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE