Actualidade

China adverte EUA para conflito caso mantenha incursões às ilhas Spratly

30 | 10 | 2015   05.39H

O chefe da Marinha da China advertiu o homólogo norte-americano que se Washington continuar a enviar navios militares para as águas do Mar do Sul da China poder-se-á gerar "um incidente menor" capaz de provocar uma "guerra".

Os almirantes Wu Shengli e John Richardson falaram, esta noite, através de videoconferência, tendo discutido a presença, na passada terça-feira, do contratorpedeiro USS Lassen em águas próximas do recife Subim nas disputadas ilhas Spratly, cuja soberania é reclamada (e exercida) por Pequim.

"Se os Estados Unidos continuarem com este tipo de atos perigosos e provocativos poder-se verificar uma situação premente entre as forças de primeira de mar e ar de ambos os lados, ou inclusive um incidente menor que provoque uma guerra", advertiu Wu Shengli durante a conversa, segundo indica um comunicado divulgado hoje pela Marinha da China.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Há que passar das palavras aos actos. O tigre de papel é só, isso mesmo, um fantoche de opereta falido.
    Força China | 30.10.2015 | 09.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE