Actualidade

Tóquio ameaça romper acordo com Seul se estátua de escrava sexual não for removida

31 | 12 | 2015   05.24H

O Governo japonês ameaçou hoje romper o histórico pacto alcançado com a Coreia do Sul sobre delicado assunto das escravas sexuais da II Guerra Mundial, caso não seja retirada de Seul uma polémica estátua que representa uma das vítimas.

O acordo foi firmado na segunda-feira pelos ministros de Negócios Estrangeiros de ambos os países em Seul, e contempla um pedido de desculpa oficial do Japão, pelos factos ocorridos há mais de sete décadas, e uma compensação económica às vítimas, tal como exigiu o Governo sul-coreano.

Durante a reunião, Tóquio também exigiu a retirada da estátua de uma menina colocada em frente da sua embaixada em Seul, que foi colocada como forma de protesto, tendo o chefe da diplomacia sul-coreana indicado que se esforçaria para "solucionar" esse problema "de forma adequada".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE