PUBLICIDADE
Cinema

Extensão do DocLisboa regressa a Macau com nova secção dedicada à produção local

19 | 01 | 2016   07.46H

O Festival Internacional DocLisboa chega pela terceira vez a Macau, através de uma extensão trazida pelo Instituto Português no Oriente (IPOR), e este ano integra também uma secção dedicada às produções e realizadores de Macau.

De 27 de janeiro a 05 de fevereiro são exibidos em Macau os nove filmes de realizadores portugueses que competiram no DocLisboa'14 e os vencedores das edições de 2014 das competições locais Sound & Image Challenge e European Union Short Film Challenge, além de uma sessão para outros realizadores de Macau.

O festival abre com "Mio Pang Fei", um documentário do realizador de Macau Pedro Cardeira sobre um conceituado artista plástico chinês que se interessou pela arte moderna numa época em que esta era considerada antirrevolucionária pelo regime do seu país. Mio Pang Fei acabou por se refugiar em Macau onde desenvolveu um novo estilo de pintura "baseado no cruzamento das técnicas artísticas ocidentais com o espírito cultural chinês, a que chamou Neo-Orientalismo", segundo explica o IPOR, no programa hoje divulgado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE