turismo

Operadores de viagens e hotelaria esperam que 2016 consolide recuperação iniciada em 2014

01 | 03 | 2016   05.35H

O ano 2016 deverá "consolidar" a recuperação iniciada em 2014 nas viagens de lazer dos portugueses e na hotelaria nacional, antecipando os operadores um crescimento homólogo de 7% a 8% nas viagens e de 5% a 10% nos hóspedes.

"No final deste ano poderemos estar a chegar a níveis de antes da crise, mas ainda estamos a falar de recuperação. Tivemos uma queda muito acentuada e [desde 2014] temos tido crescimentos pouco acentuados, mas a consolidarem-se, que é o mais importante", afirmou o presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT), Pedro Costa Ferreira, em declarações à agência Lusa.

Salientando que a recuperação progressiva que se tem vindo a registar "está alicerçada, sobretudo, num crescimento da confiança dos consumidores", o responsável alerta que "tudo dependerá da estabilidade política e de algumas forças exógenas, nomeadamente alguma instabilidade internacional que se pode reativar ou não".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE