Estudo

Uma em cada seis empregadas domésticas em Hong Kong vítima de trabalho forçado

15 | 03 | 2016   07.18H

Uma em cada seis empregadas domésticas em Hong Kong está sujeita a trabalho forçado, trabalhando em média 71 horas por semana, nalguns casos mais de 15 horas por dia, segundo um estudo apresentado hoje por uma organização não-governamental.

Realizado pelo Justice Centre Hong Kong, o estudo foi conduzido durante 12 meses, com entrevistas a mil trabalhadores domésticos migrantes - a maioria mulheres - provenientes de oito países e com base nos indicadores da Organização Internacional do Trabalho para o trabalho forçado adaptados ao contexto de Hong Kong.

O inquérito conclui que 13% dos entrevistados trabalhavam 15 ou mais horas por dia e 7,7% eram acordados durante a noite para trabalhar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE