Actualidade

Porto Editora apresenta queixa em tribunal contra Paulo de Morais

30 | 03 | 2016   06.46H

A Porto Editora anunciou hoje que apresentou uma queixa-crime contra o ex-candidato presidencial Paulo de Morais por "prejuízo ao bom nome e reputação da empresa" ao associar a editora a corrupção e cartelização do mercado de manuais escolares.

Numa declaração escrita enviada à Lusa, o porta-voz da Porto Editora, Paulo Gonçalves, afirmou que "em causa estão as recorrentes declarações do ex-candidato à Presidência da República associando a editora a esquemas de corrupção envolvendo políticos e de cartelização do mercado de manuais escolares".

"A indemnização que vier a ser decidida pela justiça irá reverter, na totalidade, para instituições de solidariedade social que atuem no apoio a alunos de contextos desfavorecidos, promovendo a inclusão e o sucesso escolar", acrescentou o porta-voz da empresa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE