Campanha

China avisa funcionárias sobre "amor perigoso" com estrangeiros

19 | 04 | 2016   16.06H

Uma campanha do governo chinês, lançada hoje, avisou as suas funcionárias para se manterem atentas a quaisquer tentativas de conquista por estrangeiros, que podem ser espiões à procura de informação governamental.

Em banda desenhada, o executivo de Pequim conta a história de uma jovem, Xiao Li (ou "pequena" Li), que trabalhava para um organismo público, e David, um académico estrangeiro - na realidade um espião -, que a corteja, conseguindo que ela lhe dê documentos oficiais.

Xiao e David são os protagonistas do primeiro "capítulo" da campanha "Amor Perigoso", lançada pelo governo no primeiro Dia da Educação sobre Segurança Nacional na China, que se assinalou no passado dia 15.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Principalmente se forem americanos ou ingleses. Como todos sabemos são gays. Se forem tugas, aí podem crer que é mesmo por amor à carne.
    Camarinha | 19.04.2016 | 17.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE