Actualidade

Cartas de guerra de Lobo Antunes, num filme de Ivo Ferreira, hoje, no IndieLisboa

25 | 04 | 2016   06.00H

O filme "Cartas de guerra", de Ivo M. Ferreira, que teve estreia mundial em fevereiro, em Berlim, é exibido hoje, em Lisboa, nos 42 anos da Revolução de Abril, numa sessão especial na Culturgest, no âmbito do festival IndieLisboa.

"Cartas de guerra" inspirou-se no livro "D'este viver aqui neste papel descripto - Cartas de guerra", que inclui as cartas que o escritor António Lobo Antunes escreveu à primeira mulher, de 1971 a 1973, durante o tempo em que esteve em Angola, a servir o exército, na guerra colonial.

"É sobretudo uma história de amor e isolamento e de como um Estado pode privar mais de um décimo da população das suas vidas, contaminando um país inteiro. É uma declaração de amor e uma questão de sobrevivência", explicou o realizador à agência Lusa, em fevereiro, quando o filme passou em Berlim.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE