Actualidade

Gaia e Matosinhos cobram por estacionamento indevido o máximo de 4 horas

09 | 05 | 2016   11.20H

Nos concelhos de Gaia e de Matosinhos os avisos de estacionamento indevido em zonas de duração limitada referem, no máximo, quatro horas, e não um dia, como acontece no Porto, de forma "ilegal", segundo o advogado Marinho Falcão.

Em declarações à Lusa, o vereador da Mobilidade da Câmara de Matosinhos, José Pedro Rodrigues, explicou que o modelo de cobrança que vigora naquele município sobre estacionamento em via pública permite "um período máximo de estacionamento de quatro horas", pelo que, no limite, o automobilista tem de pagar essas quatro horas, o equivalente a 4,1 euros.

Contactada pela Lusa, a Câmara de Vila Nova de Gaia explica, por seu turno, que as concessionárias (naquele concelho vigoram dois contratos de concessões) efetuam um "convite" ao pagamento de uma taxa "correspondente ao período máximo permitido", que é de "duas horas em determinadas zonas" e de "quatro horas noutras zonas".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE