PUBLICIDADE
Teatro

Encenador Thomas Ostermeier regressa ao Festival de Almada com duas produções

10 | 07 | 2016   06.16H

As peças "A gaivota" e "Susn", do dramaturgo russo Tchekov e do alemão Herbert Achternbusch, respetivamente, assinalam o regresso do encenador alemão Thomas Ostermeier ao Festival de Almada, após uma ausência de 14 anos.

"A gaivota", numa adaptação do encenador nascido em 1968, é representada hoje, às 21:30, na sala principal do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, enquanto "Susn", do cineasta e dramaturgo bávaro, nascido em 1938, subirá ao palco do Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém (CCB), na quinta-feira, às 21:00.

Na encenação de "A gaivota", Thomas Ostermeier, vencedor do Prémio Europa - Novas Realidades Teatrais em 2000 e do Leão de Ouro que a Bienal de Veneza lhe atribuiu em 2011, continua a revelar-se um "feroz opositor ao teatro pós-moderno e aos seus epígonos e teorizadores", segundo a organização do festival, promovido pela Companhia de Teatro de Almada.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE