Aviação

Malásia promete continuar à procura da verdade dois anos depois da tragédia do MH17

17 | 07 | 2016   05.53H

O governo da Malásia reiterou hoje o seu compromisso de continuar a procurar a verdade relativamente à queda do voo MH17 da Malaysia Airlines, no leste da Ucrânia, que fez 298 mortos, há precisamente dois anos.

"O governo malaio continua a envidar todos os esforços para encontrar uma explicação completa e satisfatória dos acontecimentos que levaram a esta tragédia", escreveu o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, nas redes sociais, descrevendo o derrube do avião como um "ato criminoso" que revoltou o mundo.

O Departamento de Segurança da Holanda, encarregado do inquérito à queda do MH17, concluiu, em outubro de 2015, que um míssil BUK modelo 9N314M tinha sido responsável pelo desastre.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE