EUA

Sobreviventes de ataque em Bengasi criticam Clinton em convenção republicana

19 | 07 | 2016   03.46H

Dois sobreviventes do ataque em 2012 ao consulado norte-americano em Bengasi, na Líbia, abriram hoje as intervenções na Convenção Republicana, no estado do Ohio, com declarações contra a democrata Hillary Clinton.

A 11 de setembro de 2012, alegados islamitas armados entraram no complexo diplomático norte-americano em Bengasi, incendiaram a casa do embaixador e atacaram posteriormente o anexo da CIA com morteiros.

Mark Geist e John Tiegen, elementos da segurança no anexo do consulado, compareceram na Convenção do Partido Republicano que vai nomear Donald Trump candidato à Presidência dos EUA, para contar como sobreviveram ao ataque de 11 de setembro de 2012, no qual morreu Chris Stevens, embaixador norte-americano na Líbia, o diplomata Sean Smith e os funcionários da CIA Tyrone Woods e Glen Doherty.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE