Viagens

Já imaginou uma viagem baseada no seu DNA?

14 | 10 | 2016   11.45H

A momondo.pt – um motor de busca relacionado com viagens - convidou 67 pessoas a participar numa viagem com base no seu ADN. Foi oferecida a oportunidade de fazerem um teste de ADN e 16 deles figuraram no filme Momondo – The DNA Journey.

Filipa Estrela | festrela@destak.pt

A momondo deu a oportunidade a pessoas de todo o mundo de fazerem parte desta viagem e habilitarem-se a ganhar um dos 500 testes de ADN.

Mais de 170 mil pessoas quiseram saber as suas origens mas Manuel Martínez é o grande vencedor, que irá viajar por todos os países de origem encontrados no seu ADN. O segundo prémio foi atribuído a 17 vencedores locais, que irão poder viajar até um dos seus países de origem.

“Cada um dos participantes tem uma história extraordinária para contar. Mas no final, foi Manuel Martínez quem se destacou pelas suas reflexões e emoção que transmitiu no video. O Manuel vê o mundo com os olhos bem abertos e acreditamos que é a pessoa indicada para levar a nossa mensagem durante a sua viagem. Estamos muito orgulhosos por finalmente anunciar que o Manuel é o vencedor mundial da campanha”, afirmou Fábio Pereira, Marketing Manager da momondo para Portugal.

“Sinto-me completamente ligado ao mundo”, referiu Manuel Martínez ao receber o resultado do seu teste de ADN, ao vivo. Manuel nasceu e cresceu no México, mas o seu apelido foi sempre revelador das suas raízes europeias, o que o levou a procurar saber mais sobre as suas origens. Ainda assim, este estudante de Engenharia Mecânica afirma que nunca imaginou que tivesse ascendência asiática, africana, de sul, este e norte da Europa, bem como nativo-americana.

Em Portugal, a momondo atribuiu o segundo prémio a João Narciso, um jovem de 20 anos, que descobriu ter 45% de ascendência italiana/grega, através do teste de ADN.

“O resultado foi, para mim, uma prova incrível de que não existem etnias puras no mundo de hoje. De certa forma, somos todos cidadãos do mundo e, algures no passado, temos todos familiares de alguma parte que nem imaginávamos. Os resultados deste teste vieram tornar claro que não sou exclusivamente de Portugal mas sim do mundo, tal como todas as pessoas que me rodeiam”, partilhou João Narciso quando recebeu a notícia de que tinha ganho o segundo prémio.

“Viajar engloba o sentimento de ficar a conhecer o desconhecido, de observar o que nunca vimos e de conhecer pessoas que nunca imaginámos conhecer. Viajar é sempre o dar e o receber!”, acrescenta João Narciso no vídeo que lhe valeu o prémio no valor de 1.000€.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Já imaginou uma viagem baseada no seu DNA? | © DR
Manuel Martínez vai viajar por todos os países de origem encontrados no seu ADN
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE