Refugiados e migrantes

Tolerantes mas pouco

18 | 11 | 2016   14.29H

Europeus estão hoje mais divididos em relação à imigração, aponta estudo. Portugal é dos que tem atitude mais negativa.

Carla Marina Mendes | cmendes@destak.pt

Está a imigração a tornar os países europeus um melhor local para se viver ou nem por isso? A questão, esta e outras, foi colocada a mais de 40 mil pessoas de 21 países europeus, o nosso incluído. E a análise dos dados confirma que a atitude para com a imigração está a melhorar. Mas ligeiramente.

A investigação foi feita em 2002/03 e 2014/15. E em ambos os períodos, Portugal ocupa um lugar no pódio. Mas não pela positiva. É que o nosso país, tal como a república Checa e a Hungria, está no grupo dos que evidenciam uma atitude mais negativa para com os imigrantes. Suécia, Dinamarca e Finlândia destacam-se mas pela razão oposta, ou seja, são os que com melhores olhos veem a presença dos imigrantes.

Mas ainda que, no geral, os europeus se tenham tornado mais tolerantes para com os cidadãos que vêm de fora, isto apenas acontece com aqueles que são da mesma raça ou grupo étnico. Já os oriundos dos países mais pobres de fora da Europa não têm a mesma sorte.

Segundo os especialistas da Universidade de Oxford, que realizaram o trabalho, os europeus estão agora mais divididos, tendo aumentado a percentagem dos que defendem que nenhum destes cidadãos devia ser aceite nos seus países: de 11% em 2002/03, para quase o dobro (20%) em 2015/16.

Foto: DR
Tolerantes mas pouco | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE