Educação

Manifestação de professores «pouco adequada»

05 | 05 | 2009   19.59H

«Não deixa de ser um pouco insólito que seja marcada para uma semana antes do acto eleitoral. Com sinceridade, não me parece que o momento escolhido seja o mais adequado, mas os sindicatos são livres de marcar as manifestações que entenderem», afirmou Jorge Pedreira, em declarações à Agência Lusa.

O secretário de Estado Adjunto e da Educação lembrou que os sindicatos tinham inicialmente prevista outra data, não coincidente com a campanha para as europeias (07 de Junho), mas que, acrescentou, «esses pruridos foram entretanto perdidos», o que classificou como «lamentável».

A Plataforma Sindical de Professores anunciou segunda-feira a realização de uma manifestação nacional a 30 de Maio, em Lisboa, e paralisações de dois tempos lectivos (90 minutos) quatro dias antes, iniciativas de protesto contra a política educativa do Governo.

Em conferência de imprensa, o porta-voz da estrutura que reúne os sindicatos do sector, Mário Nogueira, dirigiu-se ao próximo Governo e apelou aos partidos políticos que assumam compromissos «claros» sobre o sector da Educação.

«É uma posição no mínimo estranha. Apela ao próximo Governo, mas continua a negociar com este», comentou Jorge Pedreira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE