Passeio dos Fenícios

Zona de coexistência ainda não convence moradores do Parque das Nações

14 | 12 | 2016   11.33H
O Passeio dos Fenícios, uma pequena rua do Parque das Nações, tornou-se há três meses numa “zona de coexistência”. Aqui, os carros não podem circular a mais de 20km/h, os peões«têm prioridade» – como se pode ler numa placa à entrada – e há jogos pintados no chão, novos bancos e floreiras e até crochê nas árvores.
Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt
Retornar aos tempos em que as crianças brincavam na rua é o objetivo da Junta, mas será que os moradores já perceberam a ideia? A maioria das pessoas usa esta via só de passagem, sobretudo porque há outras ruas e pracetas paralelas que não têm circulação automóvel e que são «mais agradáveis para os miúdos andarem a brincar», explicam moradores ao Destak, em reportagem ao local. Além disso, a maioria dos residentes desconhece que se trata de uma zona de coexistência.«Vi que puseram umas floreiras e pintaram uns desenhos no chão,mas nem sabia o que era.» Prova de que a “convivência” entre carros e peões não está entendida é também o facto de haver automóveis estacionados em cima de jogos pintados no chão. A ideia, consensualmente boa, precisará, referem, de ajustes na aplicação.
Saiba mais sobre:
Foto: Patrícia Susano Ferreira/Destak
Zona de coexistência ainda não convence moradores do Parque das Nações | © Patrícia Susano Ferreira/Destak
Carros mal estacionados acabam por 'tapar' jogos pintados no chão
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE