musica

AICEP vê "enorme potencial" de exportação do setor musical português

11 | 01 | 2017   10.30H

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) considera que o potencial de exportação do setor musical nacional é "enorme", na partida para o Eurosonic, admitindo participar em mais eventos ao longo do ano.

A AICEP, que, a par da Why Portugal, leva uma missão portuguesa ao festival deste ano, onde, a partir de hoje, 21 artistas vão atuar para profissionais do setor, considerou, em respostas por escrito à agência Lusa, que "a disponibilidade e abertura a novas áreas de atuação da AICEP, nomeadamente nesta da música, é evidente desde já na realização desta primeira missão empresarial ao Eurosonic, sendo que outras atuações conjuntas, em parceria e em rede continuam a ser acolhidas e analisadas".

"O potencial de exportação do setor da música é enorme uma vez que estão a ser dados os primeiros passos e o 'feedback' que temos recebido de vários parceiros, profissionais e jornalistas internacionais tem sido já muito positivo. Neste momento, sentimos uma enorme expectativa em relação ao destaque a Portugal, na edição de 2017 do Eurosonic Noordeslag, e estamos a trabalhar para que seja uma edição proveitosa para todos os profissionais e artistas envolvidos", acrescentou a AICEP.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE