Sociedade

Libertado cooperante da Cruz Vermelha Espanhola sequestrado no Afeganistão

15 | 01 | 2017   19.22H

O cooperante espanhol da Cruz Vermelha capturado no Afeganistão em meados de dezembro foi libertado hoje por forças oficiais afegãs, numa operação na província central de Kunduz, onde esteve sequestrado quatro semanas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

“Graças a Deus está completamente são e salvo”, disse à agência Efe o porta-voz do governador de Kunduz, Sayed Mahmoud Danish, depois da libertação do cooperante.

O trabalhador do Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) foi sequestrado a 19 de dezembro passado na aldeia de Hussain-Khil, no distrito de Ali-Abad, na província de Kunduz, depois de ser intercetado com mais três membros dessa organização que, todavia, não foram capturados.

O CICV também adiantou a notícia com uma mensagem na rede social Twitter, na qual escreveu: “o nosso colega acaba de ser libertado quatro semanas depois de ter sido sequestrado no Afeganistão”.

“Estamos muitos felizes que esteja são e salvo”, indicou posteriormente à Efe o porta-voz do CICV no Afeganistão, Ramin Ayaz Ahmad, ao manifestar o reconhecimento da organização “às autoridades e às pessoas que ajudaram a esta libertação segura”.

Acrescentou que o cidadão foi transportado para Cabul, para que se reúna com a família o mais breve possível.

Num comunicado difundido em Genebra, o CICV agradeceu a ajuda das autoridades e das comunidades que facilitaram a libertação do cooperante, acrescentando que não irá divulgar a identidade dos sequestradores nem quaisquer detalhes sobre a libertação.

“A nossa prioridade agora é o bem-estar de Juan Carlos e o seu regresso a casa, para que possa a estar com a sua família”, acrescentou, pedindo ainda respeito pela privacidade da família.

Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE