Investigação

Redes sociais roubam o sono aos jovens

18 | 01 | 2017   11.59H

Um em cada cinco jovens levantam-se todas as noites para consultar a sua atividade nas redes sociais. Um hábito que lhes pode estar a custar caro.

Carla Marina Mendes | cmendes@destak.pt

Enviam-se e recebem-se mensagens, fazem-se posts, colocam-se ‘likes’, aceitam-se ‘amigos’... A atividade nas redes sociais é constante, absorvente e consome tempo. Uma azáfama que não se compadece com as horas de sono, revela um estudo publicado na revista científica Journal of Youth Studies, que revela que é normal para um cada cinco jovens levantarem-se durante a noite para ver mensagens. Uma atividade noturna que tem os seus custos.

Dizem os investigadores do Wales Institute for Social & Economic Research, Data & Methods que estes jovens têm uma probabilidade três vezes maior de sentirem cansaço constante na escola do que os colegas que usam a noite para aquilo que deviam, ou seja, para dormir. Com reflexos que se podem estender à sua felicidade e ao seu bem-estar.

Elas são mais ativas

Foram 900 os alunos, com idades entre os 12 e os 15 anos a quem foi pedido para completarem um questionário que inclui questões sobre o número de vezes que acordavam de noite para se ‘logarem’, a hora de ir para a cama e como se sentiam sobre diferentes aspetos da vida, incluindo a escolar e as amizades.

As respostas revelam que um em cada cinco acorda quase todas as noites para consultar as redes sociais, algo que as raparigas costumam fazer mais frequentemente do que os rapazes. O número pode ser pequeno, «mas é significativo», diz a propósito Sally Power, uma das responsáveis pelo estudo, realizado pela instituição do País de Gales.

«Muitos vão para a escola a sentirem-se cansados e estes são os mesmos que têm os menores níveis de bem-estar. Um em cada cinco dos jovens inquiridos acordou uma vez por noite e mais de um terço fê-lo pelo menos uma vez por semana para verificar as suas mensagens. Parece que o uso das redes sociais está a invadir o ‘santuário’ que é o quarto», refere a especialista.

E ainda que seja preciso mais trabalho neste campo, os dados são suficientes para consolidar a preocupação sobre o uso noturno das redes sociais entre os mais jovens.

Foto: pexels
Redes sociais roubam o sono aos jovens | © pexels

4 comentários

  • Para uma pessoa ter melhor qualidade de vida é deixar de ler os salmonetes merdosos da chanfrada da inês. Bebe um garrafão d'água da torneira qu'isso passa-te pá!
    vaitephoder | 19.01.2017 | 12.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu não concordo com aquela publicidade da Nos, os pais oferecem- lhe um peluche e ele troca pelo telemóvel.
    Inês | 18.01.2017 | 12.19Hver comentário denunciado
  • Para uma pessoa ter melhor qualidade de vida é dormir bem.
    Inês | 18.01.2017 | 12.17Hver comentário denunciado
  • O sedentarismo causa doenças.
    Inês | 18.01.2017 | 12.16Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE