EUA

Aministia Internacional pede a Trump respeito pelos direitos humanos

20 | 01 | 2017   00.01H

A Amnistia Internacional (AI) considerou hoje que o Presidente dos Estados Unidos, que hoje toma posse, tem de abandonar a "retórica do ódio" que pautou a sua campanha e comprometer-se na defesa dos "direitos humanos para todos".

Num comunicado divulgado no dia em que Donald Trump toma posse como o 45.º Presidente dos EUA, a AI exige que o chefe de Estado "proteja os que são afetados por conflitos armados e crises, e para garantir a proteção dos defensores dos direitos humanos".

Num comunicado, a Margaret Huang, diretora executiva da AI, lê-se que o mundo está "no meio de uma crise humanitária global, com mais pessoas a fugir da violência e das perturbações do que em qualquer outra altura desde a Segunda Guerra Mundial".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE