Antigo Cinema Roma

Cinepop em risco de fechar portas

25 | 01 | 2017   11.50H
O Cinepop chegou ao antigo e icónico Cinema Roma em abril de 2016, numa parceria com a associação local Bairro em Movimento e como objetivo de trazer àquela que já foi uma grande sala de cinema lisboeta os grandes sucessos da Sétima Arte das décadas de 70, 80 e 90.
Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

Apesar da «grande adesão» por parte do público e de ter sido nomeado pela Time Out na categoria de Novidade do Ano – cujo resultado será hoje conhecido –, a verdade é que são necessários «apoios financeiros urgentes» para o manter e divulgar.

Ao Destak, o fundador do Cinepop revelouque foi apresentada uma candidatura a um «kit de apoio financeiro da Câmara Municipal de Lisboa para projetos culturais» que será essencial para divulgar a iniciativa e conquistar mais telespetadores, mas que se tal não se confirmar «há o risco de o projeto acabar este ano».

«Não criei o Cinepop para ser um negócio, mas não queria que este desse prejuízo e muito menos que as pessoas que trabalham na equipa semanalmente continuassem sem receber nada. Acho que não se deve trabalhar assim», acrescenta o também realizador Tiago Pedro Carvalho.

Embaixador de peso

O humorista e radialista Nuno Markl é o rosto da iniciativa e «não perde uma sessão do Cinepop», sendo considerado essencial para divulgar o projeto.«Se não existisse o Nuno Markl, tínhamos uma média de 10 pessoas por filme e, se calhar, de vez em quando, tínhamos cinco. [...] uma das grandes vantagens é o facto de ele divulgar o Cinepop junto do seu target que também é nosso.»

Saiba mais sobre:
Foto: dr
Cinepop em risco de fechar portas | © dr
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE