Mercados

CML com estratégia de conquista de mais moradores

27 | 01 | 2017   14.24H
Viver a cidade e na cidade é o objetivo central dos mais recentes projetos da autarquia lisboeta, que pretendem «acrescentar qualidade de vida» a quem escolhe a capital para residir. O Plano Municipal dos Mercados de Lisboa e o “Uma Praça em Cada Bairro” são exemplo disso mesmo e um motor de arranque na captação de novos moradores através da «valorização da vida na cidade», explica ao Destak o vice-presidente da CML, Duarte Cordeiro.
Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

«Quando as obras [na cidade] terminarem, estes projetos vão criar uma oferta atrativa que justifique viver num apartamento mais pequeno dentro de Lisboa, mas com mais qualidade de vida, sobretudo pela redução das horas no trânsito e pela vida em comunidade». Esta vida em comunidade pretende-se potenciada pela revitalização dos mercados alfacinhas.

A Câmara reconhece que os mercados já tiveram outra dimensão e usufruto, mas é aí que entra esta reforma: conferindo-lhes novos usos funcionais e tecnológicos, numa lógica de proximidade e mais adequada aos tempos.

Mercados viram marca

Recorde-se que, à exceção de espaços como o da Ribeira e o de Campo de Ourique, a gestão dos mercados passou recentemente para as juntas. No entanto, há um investimento global da responsabilidade da autarquia, que deve rondar os quatro milhões de euros, que inclui um plano transversal de obras estruturais nos mercados, mas também uma comunicação e promoção destes espaços «como um todo». Uma das estratégias é precisamente a criação da marca “Mercados Lisboa”,que será lançada amanhã, em Arroios.

Nova geração de consumidores

Além dos tradicionais clientes dos mercados de bairro, há uma nova geração de lisboetas «mais interessada em produtos típicos e que cozinha mais – até por causa dos programas televisivos – e isso “empurra” mais para os mercados do que para o retalhista comum». É uma geração que acaba por estabelecer «uma relação de confiança com os comerciantes» e que procura produtos mais frescos, adianta Cordeiro.

Levamo-lo numa ‘tour’ inovadora

Ficou com vontade de saber quais as novidades que o mercado do seu bairro vai ter? Semanalmente, e a partir de dia 6 de fevereiro, o Destak vai levá-lo numa viagem pelos principais mercados que já foram ou que estão a ser alvo de projetos de revitalização. Hoje  temos já as novidades que transformaram Arroios num projeto «inovador e diferenciador» (ver caixa), finaliza ao Destak o vice-presidente da autarquia.

UM NOVO ARROIOS

A CML investiu um milhão de euros na reabilitação do Mercado. As obras incluíram a remodelação dos setores de venda, pavimento, pintura, rede de águas, rampas para pessoas com mobilidade reduzida e novos elevadores. O mercado, quase a celebrar 75 anos, terá em breve um novo espaço para eventos, novas lojas, feiras temáticas e uma estufa hidropónica na cobertura – será o primeiro no mundo. Será também dos primeiros a ter um sistema de contagem de tráfego. Afamado na zona é já o espaço de restauração Há Tapas no Mercado.

Saiba mais sobre:
Foto: Vera Valadas Ferreira/Destak
CML com estratégia de conquista de mais moradores | © Vera Valadas Ferreira/Destak
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE