teatro

Vai estrear nova criação do Chapitô

30 | 01 | 2017   13.09H

Chama-se ‘ATM - Atelier de Tempos Mortos’ e estará em cena no Chapitô, de 2 de fevereiro a 26 de março.

Destak | destak@destak.pt

No ano em que celebra o 21º aniversário, a Companhia do Chapitô apresenta uma nova produção intitulada ATM - Atelier de Tempos Mortos. Com estreia marcada para 2 de fevereiro, às 22h no Chapitô, a nova peça conta com encenação de Cláudia Nóvoa e José Carlos Garcia e interpretação de Jorge Cruz, Ramon de Los Santos, Susana Nunes e Tiago Viegas.

Esta nova criação colectiva da Companhia do Chapitô tem por base um texto original do grupo e segue a linha de comédia física, marcadamente visual, a que já nos habituou e que tem merecido reconhecidos aplausos em palcos por todo o mundo.

A Companhia do Chapitô
Criada em 1996, a Companhia Chapitô valoriza a comédia pelo seu poder de questionar todos os aspectos da realidade física e social. Desde a sua fundação, cria espetáculos multidisciplinares assentes no trabalho físico do actor num processo colectivo e em constante transformação, que convidam à imaginação do público e à interação.

Já produziu 35 criações originais, apresentadas em Portugal e um pouco por todo o mundo: Argentina, Brasil, Cabo Verde, China, Colômbia, Eslováquia, Espanha, Finlândia, França, Irão, Itália, Noruega, Suécia e Uruguai. E em 2016, teve reconhecimentos internacionais: Édipo foi galardoado com o Prémio Florencio 2016, Electra foi eleito o Melhor Espectáculo de Teatro por um júri de profissionais acreditados na 30ª Feira Internacional de Teatro e Dança de Huesca e foi distinguido com o selo de Espectáculos Recomendados pela Comissão de Teatro e Circo da Rede Espanhola - LA RED.

Local: Chapitô, em Lisboa
Horário: até 26 de março, de quinta a domingo, às 22h
Preço: 12€

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Vai estrear nova criação do Chapitô | © DR
Um lugar, quatro vidas e uma história com, irremediavelmente, um final

2 comentários

  • Agora também somos obrigados a gostar de espetáculos degradantes.
    pois pois | 31.01.2017 | 09.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Grande porcaria, mais degradação cultural, mais treta de indigentes que não deveriam ter nascido!
    vão bugiar | 31.01.2017 | 09.10Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE