Espanha

Irmã do rei absolvida no caso Nóos mas marido condenado

17 | 02 | 2017   11.42H

A Justiça espanhola absolveu hoje a infanta Cristina, irmã do rei espanhol, da suspeita de evasão fiscal no caso Nóos, mas condenou o seu marido a seis anos e três meses de prisão por fraude e desvio de dinheiros públicos.

Desde o início do caso, o Ministério Público espanhol recusou-se a apresentar queixa contra a infanta Cristina de Borbón, mas uma organização chamada "Mãos Limpas" avançou com o processo em que a acusava de evasão fiscal.

O marido de Cristina e cunhado do rei, Inaki Urdangarin, foi condenado a seis anos e três meses de prisão no caso que envolve negócios fraudulentos feitos pelo Instituto Nóos que fundou e dirigiu.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Muito bem,só é pena não acontecer alguns corruptos em Portugal.va«ra
    Anonimo | 17.02.2017 | 16.04Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE