Actualidade

Programa de aceleração em Coimbra ajudou à formação de 56 empresas em sete anos

27 | 02 | 2017   16.18H

O programa de aceleração ineo Start, desenvolvido em Coimbra, arranca na quarta-feira com a sua oitava edição, depois de ter ajudado a formar 56 empresas desde 2010, com uma taxa de sobrevivência de 89%.

A iniciativa, realizada em conjunto pelo Instituto Pedro Nunes (IPN), Universidade de Coimbra e a júnior empresa jeKnowledge, já contou com mais de 300 participantes reunidos em 97 equipas nas sete edições anteriores.

As 56 empresas que foram apoiadas pelo projeto, um dos mais antigos programas de aceleração no país, desenvolvem produtos e serviços de "elevada intensidade tecnológica", tendo nos últimos anos surgido várias ideias na área das ciências da vida, disse à agência Lusa o responsável pela edição do ineo Start deste ano, Carlos Cerqueira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE