Música

António Zambujo na Gulbenkian

01 | 03 | 2017   18.36H

Depois de ter esgotado os dias 1 e 2 de março na Gulbenkian, o músico agendou um terceiro concerto para dia 3.

Filipa Estrela | festrela@destak.pt

A estreia em Portugal do espetáculo do mais recente álbum de António Zambujo já tem três datas agendadas, devido à grande procura de bilhetes da parte do público.

Os concertos de apresentação de "Até Pensei Que Fosse Minha" realizam-se na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, no âmbito da Gulbenkian Música, hoje, amanhã e na próxima sexta-feira.

António Zambujo vai apresentar ao vivo e a cores este novo álbum, inteiramente composto por temas de Chico Buarque, que em Portugal já atingiu a marca de Platina.

Lançado em outubro de 2016, o disco apresenta vários clássicos do compositor brasileiro e conta com a participação de Carminho, Roberta Sá e o Trio Madeira Brasil, entre muitos outros músicos.

"Valsinha", que Zambujo já tinha por hábito interpretar nos seus concertos, é um dos temas incluídos neste álbum.

Depois de em 2012 ter estreado na Gulbenkian Música o repertório do seu álbum "Quinto", António Zambujo regressa agora para revelar este disco especial.

É já antiga a ligação de Zambujo à música brasileira, apresentando com frequência ao Brasil o seu fado muito particular, com um travo a samba e a bossa nova. O mundo despertaria em definitivo para o músico português depois de Caetano Veloso escrever que «é um jovem cantor de fado (…) que faz pensar em João Gilberto» e «é de arrepiar e fazer chorar».

Saiba mais sobre:
Foto: DR
António Zambujo na Gulbenkian | © DR
O músico português vai apresentar ao vivo de ‘Até Pensei Que Fosse Minha’
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE