Agricultura

Há novas hortas urbanas a nascer em Lisboa

08 | 03 | 2017   11.02H
Aos poucos, Lisboa vai tornando-se mais verde com as novas hortas urbanas que nascem um pouco por todo o lado. A mais recente atribuição de talhões de cultivo está a decorrer em Alvalade e irá conceder 39 espaços destinados à prática de agricultura urbana, em três parques hortícolas localizados no Laboratório Nacional de Engenharia Civil, na Rua Afonso Lopes Vieira e no Bairro da Boa Esperança.
Patrícia Susano Ferreira | pferreira@destak.pt

O concurso decorre até dia 17 de março e é aberto tanto a pessoas singulares como a coletivas, mas sem fins lucrativos, e que estejam inscritas na Comissão Social da Freguesia de Alvalade.

A aposta nas hortas é justificada pela junta por estas serem consideradas «um instrumento relevante ao serviço do envelhecimento ativo e do reforço de relações de vizinhança em meio urbano», frisa.

Hortas lisboetas são seguras

Para os mais céticos em relação ao impacto da poluição na qualidade dos solos, águas e vegetais produzidos, há boas notícias. Segundo uma análise feita pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil há cerca de um ano em seis hortas, na maioria dinamizadas pela autarquia lisboeta, foram registados alguns casos de poluição dos solos, mas «não foi detetado nenhum problema na qualidade nos vegetais colhidos», sendo «seguro» manter este tipo de culturas na cidade.

Capital quase a produzir vinho

Além das hortas, a capital também já tem uma vinha paredes meias com o Aeroporto Humberto Delgado. A vinha, que começou a ser plantada há dois anos, já começou a dar resultados, sendo expectável chegar este ano às «seis ou sete toneladas por hectare». Mas quando «quando atingir a “velocidade de cruzeiro”» pode alcançar as 18 toneladas de uvas por época, segundo previsões do administrador da Casa Santos Lima, ao DN.

Saiba mais sobre:
Foto: dr
Há novas hortas urbanas a nascer em Lisboa | © dr
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE