Actualidade

China diz que aplica pena de morte "em poucos casos e por crimes muito graves"

12 | 03 | 2017   05.01H

O Presidente do Supremo Tribunal Popular chinês, Zhou Qiang, disse hoje que a China condenou à pena de morte "um número extremamente pequeno de criminosos por crimes extremamente graves" nos últimos dez anos.

Zhou Qiang não revelou o número de sentenças de morte no relatório anual apresentado hoje na sessão anual da Assembleia Nacional Popular.

O número de sentenças de morte e execuções é um segredo de Estado na China, embora os casos mais mediáticos sejam anunciados ao público.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE