PUBLICIDADE
Actualidade

Lei que proibe novas drogas fechou 'smartshops' mas ainda há venda nas ruas e na net

12 | 03 | 2017   05.03H

A legislação que há quatro anos veio proibir novas substâncias psicoativas teve como consequência o encerramento das lojas conhecidas como 'smartshops', mas estas drogas continuam a ser vendidas ilegalmente nas ruas e na internet, embora de forma residual.

"É evidente que essas substâncias continuam a circular, em parte nos circuitos ilícitos a par das cocaínas ou heroínas, e também através do mercado se faz na internet, em 'sites' específicos", admitiu, em entrevista à Lusa, o diretor-geral do organismo responsável pelas dependências, João Goulão, sublinhando contudo que é um mercado relativamente residual em Portugal.

O efeito prático e imediato da legislação que em 2013 proibiu a venda destas novas substâncias psicoativas foi o encerramento das 'smartshops', mas houve outros impactos positivos, como uma diminuição dos casos que chegavam às urgências hospitalares decorrentes do consumo daquelas drogas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
Saiba mais sobre:

1 comentário

  • Só agora , já deveria ter fechado há muito tempo.
    Inês | 12.03.2017 | 13.49Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE