Teste | Mercedes

Um SUV coupé chamado GLC

16 | 03 | 2017   15.46H

A Mercedes mostra o que vale em design, agilidade e requinte com o novo GLC Coupé, um SUV mais arrojado, de tração integral e que curva como poucos. Já o conduzimos.

João Tomé | jtome@destak.pt

Elegante, agressivo e moderno, algo corpulento mas ainda assim ágil. A Mercedes tem conseguido surpreender nos últimos anos a nível de design exterior, requinte dos interiores e na própria experiência de condução. A mais recente adição à linha de SUV tem um ar desportivo, tamanho médio e, depois de vários anos a ignorar a aventura da BMW_nos SUV Coupé (o X6), mostra como a marca de Estugarda tem aprendido a mudar de estratégia com as lições do mercado.

O GLC Coupé tem 4m73 por isso é maior do que um GLA (ou um Nissan Qashqai) e cerca de 10 cm mais comprido do que o GLC normal. Apesar de ser coupé acaba por aproveitar bem o espaço nos bancos traseiros, mesmo que a visibilidade para a rua não seja muito grande.

A vantagem de ser coupé, além da estética mais agressiva é a forma incrivelmente estável com que encara as curvas. Parece ter um centro de gravidade mais baixo do que a maior parte dos SUV e o sistema 4MATIC que nesta versão é de série dá a confiança em todos os tipos de estradas e estradões graças à tração integral.

A suspensão mais desportiva do que o GLC normal e a direção relativamente direta são argumentos de peso na hora de sentir as emoções da condução.

Estes SUV Coupé durante muito tempo foram considerados pouco racionais, por nem sempre serem espaçosos nem serem propriamente desportivos mas tornaram-se objeto de desejo e têm melhorado tanto no espaço como nas tais sensações de condução.

Com transmissão automática de nove velocidade 9G-TRONIC é possível uma condução suave e confortável e respostas imediatas assim que as exigimos aos GLC Coupé.

O único motor disponível para já o 250d. Chega aos 100 km/h em 7,6 segundos, atinge os 223 km/h e tem consumos bem razoáveis para um SUV com motor diesel de 2.2 litros e 204 cv – fizemos médias pouco acima dos 6 l/100 km. O preço combina com o luxo e a experiência: desde 61 mil euros.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Um SUV coupé chamado GLC | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE