PUBLICIDADE
Doença

Dispara o número de novos casos de diabetes

19 | 03 | 2017   12.12H

Dados do Observatório Nacional da Diabetes dão conta de um crescimento do número de casos e de mortes. E de um também aumento dos gastos com a doença.

Carla Marina Mendes | cmendes@destak.pt

É uma doença que pesa. E cada vez mais, confirmam os dados do relatório ‘Diabetes: Factos e Números’, do Observatório Nacional da Diabetes (OND), a que o Destak teve acesso. Em 2015, assistiu-se a «um crescimento acentuado do número de novos casos diagnosticados», com valores que se aproximam dos máximos registados em 2010 e 2011.

Contas feitas, por dia, são cerca de 168 novos casos (sete a cada hora), o que corresponde a mais 20 face a 2014. Aos novos casos juntam-se as mortes. Ao todo, 12 pessoas perderam a vida, por dia, em 2015 (4.406 ao todo), resultado da diabetes, com mais de um quarto dos óbitos nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) a serem atribuídos a pessoas com diabetes.

Resultados que, afirma ao Destak Luís Gardete Correia, diretor do OND, «eram esperados», fruto de «uma população muito envelhecida» e também «do excesso de peso e obesidade», que afeta cada vez mais os portugueses.

Os números, que são hoje apresentados, dão conta de uma prevalência estimada de 13,3% na população portuguesa com idades entre os 20 e os 79 anos, o que significa mais de um milhão de lusos com diabetes neste grupo etário, aos quais se juntam mais de dois milhões com pré-diabetes.

Números que, para mudar, necessitam, defende Luís Gardete Correia, de um reforço na prevenção, «que é muito mais barata e eficaz. É preciso um programa nacional contra a diabetes consistente e continuado», assim como o reforço das mensagens que «promovem de estilos de vida saudáveis».

Foto: DR
Dispara o número de novos casos de diabetes | © DR

4 comentários

  • Prevenção,educação e meios coisas que o ESTADO não tem o suficiente para cobrir tudo e todos.Esta é uma das muitas doenças desvalorizadas e nâo rastreadas.Enquanto nâo formos um País com economia forte nâo teremos cuidados e níveis de vida comparáveis com os mais desenvolvidos.A DIVIDA Publica pesa muito mais e não conseguimos AINDA pagá-la .A diabetes etc é o preço da DIVIDA que com empurrões e juros comem as nossas vidas e economia.Quem aumentou sistematicamente a divida do estado?Quem a acelarou?É um barril de pólvora com rastilho curto há muitos anose que acabará por implodir.Qual a família ou individuo que contraia dividas acima das possibilidades e rendimentos nâo abra insolvência.Portugal com corda na garganta e tantas greves irá sobreviver.
    Luis | 04.07.2019 | 15.46Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • .E Satanás disse: vai-te phoder...
    vaitephoder | 19.05.2017 | 23.42Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E Satanás disse: vai-te phoder...
    vaitephoder | 20.03.2017 | 12.15Hver comentário denunciado
  • Os médicos têm de acabar de receitar inúmeros medicamentos, aos doentes.
    Inês | 19.03.2017 | 14.21Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE