Biografia

Io Appolloni revela 'Uma Vida Agridoce'

20 | 03 | 2017   11.31H

Numa conversa franca e sem tabus, com o amigo e ator Carlos Quintas, Io Appolloni revela todos os pormenores de «uma vida intensa». O resulto é a biografia Io Appolloni: Uma Vida Agridoce, recém-chegada aos escaparates nacionais.

Vera Valadas Ferreira | vferreira@destak.pt

Nestas 198 páginas com o cunho da editora Guerra & Paz, a atriz italiana cujo nome de batismo é Giuseppina fala de «dois amores: o teatro e Portugal». Apaixonou-se tanto pelo nosso país que acabaria por adotar a nacionalidade portuguesa. Além disso, nesta edição confessa uma série de desejos e traições.

O livro inclui mais de 30 páginas a cores com fotografias marcantes da vida desta mulher que travou profundas amizades com vultos culturais como o dramaturgo Dario Fo, o cantor Carlos do Carmo e o poeta Eugénio de Andrade. E que trabalhou com Camilo de Oliveira, Nicolau Breyner, Raul Solnado e Eunice Munoz, entre muitos outros.

«Esta é a história de como o teatro e o cinema surgiram no seu caminho de adolescente e viriam a pautar o seu percurso de vida por um comportamento rebelde mas exigente até nos amores», promete a sinopse da biografia da atriz nascida fez ontem pouco antes do fim da Segunda Guerra Mundial, numa aldeia italiana, e que teve uma infância marcada por dificuldades.

Saiba mais sobre:
Foto: DR
Io Appolloni revela 'Uma Vida Agridoce' | © DR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE