Actualidade

Tribunal de Évora condena ex-diretora de lar juvenil a nove anos de prisão

20 | 03 | 2017   18.14H

O Tribunal de Évora condenou hoje a nove anos de prisão efetiva a ex-diretora de um lar juvenil de Reguengos de Monsaraz, no Alentejo, acusada de abuso sexual de menores, maus tratos, sequestro agravado e peculato.

Na leitura do acórdão, o tribunal deu como provados seis de um total de 24 crimes de que estava acusada, nomeadamente um crime de abuso sexual de menor em trato sucessivo, dois de maus tratos e três de peculato.

A antiga diretora do Lar Nossa Senhora de Fátima da Santa Casa da Misericórdia de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, foi ainda condenada, além de nove anos de prisão efetiva, a cinco anos de proibição de exercício de funções.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Mais um buraco negro da machista e parasita família Vaticano!
    Jesus Cristo laico | 20.03.2017 | 22.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • essas instituições devem mudar sempre de director, para que casos destes não se venham a repetir.
    Inês | 20.03.2017 | 18.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE