Cannes

Série da Globo é premiada no MIPDrama Screening

03 | 04 | 2017   14.33H

'Carcereiros’, série inédita da Globo em coprodução com a Gullane Filmes, foi premiada este domingo, dia 2 de abril, na segunda edição do MIPDrama Screenings, evento que marca a abertura do MIPTV, uma das principais feiras do mercado de televisão do mundo que acontece em Cannes, França. ‘Carcereiros’ concorreu na categoria ‘Full Episodes’ com produções do Reino Unido, França, Rússia e Suécia, e foi escolhida pelo 'Grand Jury', composto por renomados escritores, diretores e produtores executivos da indústria televisiva.

A obra foi a única representante latino-americana entre as 12 séries selecionadas para exibição exclusiva no evento, que contava com um público seleto. Com a consagração, ‘Carcereiros’ terá um novo screening no próximo dia 5, para todos os participantes do MIPTV, cerca de 13 mil pessoas. Esta é a primeira vez que o MIPDrama Screenings seleciona obras em duas categorias: ‘Works in Progress’, com obras ainda em processo de produção, e ‘Full Episodes’, com obras já prontas para serem exibidas. O lançamento de ‘Carcereiros’ no MIPDrama e a sua seleção como vencedor na principal categoria do prémio ressaltam o potencial e a relevância das produções da Globo no mercado internacional de televisão, com obras inovadoras que experimentam novas formas de criação, produção e distribuição, com conteúdos multiplataformas, e que conversam com diversos públicos em escala global.

Para Guel Arraes, diretor de género de Dramaturgia Seriada da Globo, "'Carcereiros' representa bem esse amadurecimento das séries brasileiras, e é muito bom que tenha sido percebida assim nesse festival." A obra, que estará disponível pelo Globo Play a partir do dia 5 de junho e irá ao ar na Globo em 2018, tem direção de género de Guel Arraes, direção geral de José Eduardo Belmonte, texto de Marçal Aquino, Fernando Bonassi e Dennison Ramalho com colaboração de Marcelo Starobinas, em coprodução entre a Globo com a Gullane Filmes.

A série, traz os dilemas e conflitos vividos por agentes penitenciários no Brasil. Livremente inspirada no livro homónimo de Dráuzio Varela, a trama é protagonizada por Rodrigo Lombardi (‘Verdades Secretas’ e ‘Caminho das Índias’) que vive a personagem Adriano, profissional encarregado pela guarda dos presos e que vive as dificuldades do encarceramento: a dele e a dos presidiários. Segundo o autor Marçal Aquino, a série revisita o universo prisional, porém, de um ponto de vista original: o do agente penitenciário.

"Criamos personagens que narram o duro cotidiano da prisão, evidenciando os embates e tensões entre o Estado e o crime", diz. Fernando Bonassi, também autor da obra, completa: “A realidade dos presídios brasileiros, que se manifesta quase diariamente na forma de rebeliões, massacres e fugas, nos influenciou muito mais do que a ficção disponível sobre o assunto, como livros, filmes, peças e seriados”. Na trama, Adriano é um carcereiro responsável por passar o cadeado e controlar todo acesso às celas de um presídio. Íntegro e avesso à violência, ele tem na palavra a sua maior arma. Vale-se dela para garantir o mínimo de tranquilidade no ambiente de trabalho, enquanto os dilemas em casa tomam proporções inesperadas, até mesmo para quem está habituado a lidar com situações extremas. Além do contexto de risco que enfrenta na prisão, ainda precisa de encontrar uma forma de lidar com as cobranças da sua mulher que quer ter um filho, com a sua filha adolescente, e com o seu pai que também foi carcereiro.

Colocado diariamente diante de dilemas éticos e morais, o carcereiro vive entre muros, grades, armas, ameaças e conflitos – humanos e psicológicos, principalmente. Além do MIPDrama Screenings, este ano Globo já levou suas séries para outros renomados festivais internacionais, como a Berlinale 2017, na Alemanha; o 20º Festival Internacional de Cine de Punta del Este, no Uruguai; e o 37º Festival Internacional de Cinema do Porto (Fantasporto), em Portugal.

Saiba mais sobre:
Foto: Globo Ramón Vasconcelos
Série da Globo é premiada no MIPDrama Screening | © Globo Ramón Vasconcelos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE