Actualidade

Grupo de sete partidos da Guiné-Bissau acusa Presidente de dar golpe de Estado

19 | 05 | 2017   19.20H

Um grupo de sete partidos da Guiné-Bissau acusou hoje o Presidente do país, José Mário Vaz, de ter dado um golpe de Estado por ter, alegadamente, rejeitado, um acordo internacional para acabar com a crise política.

A posição foi assumida pelos partidos PAIGC, PCD, UM, PND (com assento parlamentar) e PST, PNU e MP, extraparlamentar, através de um comunicado a que agência Lusa teve acesso.

Agrupados no chamado Espaço de Concertação Política dos Partidos Democráticos (ECPPD), as sete formações políticas consideraram que José Mário Vaz rejeitou cumprir com o Acordo de Conacri que, no essencial, exigia-lhe que demitisse o Governo de Umaro Sissoco Embaló e nomeasse um novo primeiro-ministro de consenso de todos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE