Autárquicas

João Ferreira (CDU) quer democratizar acesso à cultura em Lisboa

19 | 05 | 2017   22.08H

O candidato da CDU à presidência da Câmara de Lisboa, João Ferreira, defendeu hoje a "democratização da criação e da fruição cultural" na cidade, por considerar que se está apenas a apostar no entretenimento e nalgumas zonas.

Em declarações à agência Lusa, o candidato afirmou que, atualmente, a cultura da cidade está "muito virada para uma perspetiva do entretenimento, pautada muitas vezes por critérios de atração turística e que tende a esquecer o que deve ser a preocupação central de uma política cultural, que é a democratização da criação e da fruição cultural".

"Este é um eixo essencial da política alternativa para a Cultura que a CDU propõe à cidade", vincou, falando em "levar a cultura para lá dos sítios onde tem estado confinada, seja do ponto de vista dos meios, dos espaços, mas também das estruturas, das coletividades, das associações e dos públicos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE