Pedrógão Grande

Marcelo evita "mais frentes" que não o combate ao fogo e o apoio às vítimas

19 | 06 | 2017   15.06H

O Presidente da República apelou hoje à concentração no combate ao fogo, que ainda lavra na região centro de Portugal, e no apoio às vítimas, sem atender a "mais frentes" como as causas ou meios empregados no terreno.

"Neste momento, há uma prioridade, a do combate ao incêndio, do apoio aos familiares das vítimas, do apoio às vítimas não mortais, naquilo que sofreram e sofrem. Já temos muitas frentes pela frente. Não vamos juntar mais frentes neste momento. Esse tipo de considerações, neste momento, é juntar frentes a um combate que já é difícil. Tudo tem um momento na vida", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe de Estado falava aos jornalistas no centro de comando da Proteção Civil, em Avelar (Ansião, distrito de Leiria), e foi questionado sobre as dúvidas na origem, causas e meios humanos e materiais empregados na zona de Pedrógão Grande no combate ao incêndio, com diversas frentes, ativo desde sábado e que já provocou 62 mortos e 62 feridos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE