Actualidade

PAIGC responsabiliza PR da Guiné-Bissau pela prisão de Manecas dos Santos

19 | 06 | 2017   17.50H

O líder do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, responsabilizou hoje o Presidente guineense, José Mário Vaz, pela prisão do veterano da luta pela independência, "Manecas" dos Santos.

"Primeiro, é a concretização de uma ameaça que havia sido feita. O Presidente da República referiu-se claramente na receção que deu a uma entidade da sociedade civil, que o problema era a minha 'entourage', pessoas tidas como próximas de mim, e que provavelmente seriam objeto da próxima carga. Estamos perante esse facto", afirmou Domingos Simões Pereira.

O veterano da luta armada pela independência da Guiné-Bissau tinha sido ouvido, há cerca de um mês, pelo Ministério Público, na capital guineense, para esclarecer as suas declarações sobre a iminência de um golpe de Estado no país.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE