Actualidade

Projeto no Algarve quer nova geração de latoeiros para travar extinção da arte

09 | 08 | 2017   16.36H

Um projeto algarvio quer estabelecer uma nova geração de latoeiros e reativar um ofício praticamente extinto, iniciativa cujos primeiros resultados são hoje apresentados em Silves através de uma mostra com doze peças que aliam a tradição ao design.

Durante dois meses, dois mestres latoeiros transmitiram a cinco aprendizes a técnica secular de produção de artefactos em metal, que hoje em dia são mais usados como artigos decorativos do que no dia a dia, explicou à Lusa Graça Palma, da entidade gestora do projeto TASA (Técnicas Atuais, Soluções Ancestrais).

Um latoeiro produz desde regadores, a algerozes (para escoamento de águas dos telhados), cântaros, baldes, cintas para o fabrico do queijo fresco, recipientes para o azeite e vinagre, peças que, na sua maioria, já mal se encontram à venda e, das que existem, muito poucas são feitas artesanalmente.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE