Actualidade

Publicadas portarias de extensão nos setores do calçado, têxtil/vestuário e metalurgia

05 | 09 | 2017   12.47H

O Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social publicou hoje portarias de extensão das alterações dos contratos coletivos nos setores do calçado, têxtil/vestuário e metalurgia/metalomecânica, que nos dois primeiros implicam acréscimos salariais de 0,3% e de 0,4%, respetivamente.

O objetivo destas portarias de extensão é obrigar todas as empresas destes setores a praticar níveis remuneratórios mínimos por categorias profissionais, de acordo com aquilo que foi negociado entre as associações signatárias dos contratos coletivos.

No caso do têxtil e vestuário, trata-se de uma portaria de extensão dos contratos coletivos entre a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário, Confeção e Moda (ANIVEC/APIV) e as federações dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios, Vestuário, Calçado e Peles de Portugal (FESETE) e de Sindicatos da Indústria, Energia e Transportes (COFESINT), que "abrangem no território nacional as relações de trabalho entre empregadores que se dediquem a atividades do setor de vestuário, confeção e afins, de fabrico de malhas e de vestuário de malha e trabalhadores ao seu serviço, uns e outros representados pelas associações outorgantes".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE