Actualidade

Casal que tinha 1,7 ME no banco e recebia RSI conhece acórdão na terça-feira

07 | 09 | 2017   13.15H

O casal acusado de vender roupa e calçado falsificados, em Portugal e Espanha, entre 2007 e 2012, anos em que recebeu indevidamente 40.000 euros do Rendimento Social de Inserção (RSI), conhece o acórdão na terça-feira, em Castelo Branco.

Fonte judicial disse hoje à agência Lusa que a leitura do acórdão está agendada para as 09:15 no Tribunal Judicial da Comarca de Castelo Branco. Na primeira sessão, que decorreu a 25 de maio, o casal admitiu a maioria dos factos da acusação.

No despacho de acusação, a que a Lusa teve acesso, o Ministério Público (MP) pede uma indemnização de quase 1,7 milhões de euros, dinheiro obtido através da venda direta de artigos de marca contrafeitos e que se encontrava em contas bancárias do casal.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

7 comentários

  • E PARA OS LADOS DO SALDANHA HAVIA EM APARTAMENTO DE LUXO E PORCHE TOPO DE GAMA UM DESOCUPADO FILHO DE FEIRANTE, ALEGADO CANDIDATO «A RE»I, ETC... AI SE FOSSEM OUTROS COM UM DÉCIMO ESSE NÍVEL DE VIDA,TINHAM LOGO MIL DENUNCIAS Á PJ EM CIMA E A GAJADA VIGILANTE DOS GANGS ATRÁS...MAS COM OS NOVOS CONTROLES SERÁ CADA VEZ MAIS DIFÍCIL ENGANAR AS FINANÇAS!
    GABRIELCORREIA | 14.09.2017 | 10.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Ó Zé Povinho,FICA EM ÁGUAS DE BACALHAU, porque alguém na justiça também precisa de comer.
    ai não | 13.09.2017 | 15.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • entre 2007 e 2012 receberam 40.000 €, mais do que eu recebi de pensão de reforma ! COMO É POSSIVEL ? ! mas sendo assim é verdade e eu trabalhei e descontei toda a minha vida. MAS ISTO É UM PAÍS, ONDE A GATUNAGEM COMEÇA NOS ALTOS CARGOS DO PUDER.
    bem fudido | 13.09.2017 | 15.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Coitados dos ciganitos,aprenderam com o sr.José Socrates,e agora querem pô-los na penúria.....não acho justo.O melhor era dar-lhes umas porradas valentes no lombo,devolviam os 40000 euros e a mercadoria roubada e/ ou contrafeita,e estava o problema resolvido.
    zé besunta | 09.09.2017 | 23.02Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Quer dizer: o Ministério Público (MP) pede uma indemnização de quase 1,7 milhões de euros ao casal acusado de vender roupa e calçado falsificados? O casal não pode ter o dinheiro (é ilícito)... e o Ministério Público pode (é lícito)? E o dinheiro não é falsificado? É assim: se o Ministério Público apreendesse o 'material contrafeito', era uma coisa, agora o 'dinheirinho', é outra: vai pró 'saco azul'... bye bye
    Anónimo | 09.09.2017 | 22.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • E para quando o acórdão....do Ricardo Salgado....e sua camarilha.....?...se os tugas tivessem tomates.......estes iluminados não brincavam como.....brincam.....!!!!!
    FROZEN | 07.09.2017 | 15.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • FICA EM ÁGUAS DE BACALHAU
    Ze povinho | 07.09.2017 | 13.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE